plutão anão #33

EM ÓRBITA:

love and war | NEIL YOUNG | Le Noise
the long black veil | JOHNNY CASH | Live At Folsom Prison
torch song | THE WALKMEN | Lisbon
carrosel | AZEVEDO SILVA | Carrosel
fado livre | CAMANÉ | Do Amor E Dos Dias
last night at the jetty | PANDA BEAR | Tomboy
revival | DEERHUNTER | Halcyon Digest
in ear park | DEPARTMENT OF EAGLES | In Ear Park
bloodbuzz ohio | THE NATIONAL | High Violet
crawled out of the sea (interlude) | LAURA MARLING | Allas I Cannot Swim
better days | EDDIE VEDDER | Eat Pray Love OST
mulher-a-dias | LINDA MARTINI | Casa Ocupada
if you wanna | THE VACCINES | The Vaccines Demos
walk with me | NEIL YOUNG | Le Noise
superstar | SONIC YOUTH | If I Were A Carpenter

12 thoughts on “plutão anão #33”

  1. de camané para panda!!, é o maior.. foi o benfica, não foi? eheheh

    mas está bem.. sim senhor. estou a curtir. vamos lá continuar a escuta do meu conterrâneo.

    não consegui evitar este comentário intercalar.

    abraço, outro.

  2. Yo man, espero que a noite de sono tenha sido tranquilinha então 😉

    De Camané para Panda Bear, mas espaçados pelo discurso, ou seja, fazem parte de secções diferentes 😉 E pois claro que é o maior! Ele e o Benfica, pois claro!

    Grande abraço!

    1. Hiya! Sorry I haven't been around much the past week – kids off school leaving zippo time for blog visiting! I've looked at all your cards though and they're all beautiful. I especially like the butterflies on your totally tilda card 🙂 Love 'n' hugs, Mel xx

  3. a reouvir. desta feita, sem contar para o teu número de downloads. via a abc. ouvir the walkman e outros na abcrádio é uma sensação fabulosa. viva o ossos! não sei, parece que ourém é realmente nosso. que é bastante mais do que o relacionamento afectivo que temos com a cidade pequena. como se fosse uma cidade feita à imagem de uma geração quem cada vez mais, tem dificuldades identificar-se com ela. enfim. continuamos a gostar das pessoas e do cheiro das ruas vazias no mês de Dezembro….. e já falta pouco meu caro!, muito pouco… até lá!

  4. 🙂 Devaneios destes só fazem bem ao espírito de quem os escreve e de quem os lê.

    Vivó Ossos indeed. Há instituições, locais e pessoas que vão fazendo aos poucos aquilo que Ourém é, para bem e para mal. O Ossos será com certeza uma instituição que porventura nunca receberá o crédito que lhe é devido, mas que no coração daqueles que o estimam, perdurará o seu valor! E de facto é bonito que por entre anúncios da Casa Adão Móveis, possamos ter 60 a 120 minutos onde as ondas vão tranquilas, de acordo com a nossa direcção de corrente preferida.

    Diria que continuamos a adorar as pessoas e especialmente o cheiro das ruas vazias em Dezembro, e mal posso esperar para que o vento fresco da Serra d’Aire me volte novamente a bater no focinho. Já falta mesmo muito pouco!

    Grande abraço e até já!

  5. _Hey Já botei!

    Agora falta ouvir o CastPod!

    Cá te esperamos brotha para dias e noites intensas em Ourém 🙂

    Está quase!

    🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *